Buscar

Você sabia que comprar roupas, é Agro?

Esses dias no meu perfil do Instagram @nononaestrada falei sobre o algodão.

Então, decidi mostrar o quanto ele é Agro...


Depois de produzido e beneficiado, o algodão chega à fiação. É quando a fibra é transformada em fios, que serão transformados em tecidos e malhas.

Na malharia e na tecelagem, o fio se une em tramas, formando o tecido que será utilizado na confecção de roupas e muitos outros artefatos que fazem parte da nossa vida. Existe uma gama infinita de possibilidades para os tecidos: densidades, texturas, cores e padronagens, que, por sua vez, permitem aos criadores os mais variados usos.

Essa é a etapa em que a funcionalidade e a criatividade de estilistas e costureiros se encontram para transformar tecidos e projetos nas peças finais. Mais que vestir, as roupas precisam ter bom caimento, ser confortáveis, ter qualidade e comunicar: expressar o jeito de ser e pensar de quem usa, seu estado de espírito, e ainda, os valores que fazem delas um clássico atemporal ou a tendência da estação. Nos pontos de venda, as peças encontram a razão de ser de toda essa história: você, o consumidor final, que vai escolher, combinar, incrementar e desfilar a naturalidade do algodão com seu estilo – pessoal e intransferível. Quem escolhe uma peça de algodão, obtém muito mais do que estilo: respirabilidade, conforto e leveza para viver. As peças feitas em algodão são mais duráveis, e podem acompanhar a sua vida por muito tempo. Escolher looks atemporais e clássicos, garante que você esteja sempre elegante e na moda. E, claro, seguir as orientações da etiqueta para conservar sua roupa por mais tempo é um princípio inteligente, e fará com que ela dure mais e mais. (Fonte: @soudealgodao )

E como algodão brasileiro é Agro, deixo aqui minha indicação de uma blogueira, que não é Agro mas arrasa com roupas brasileiras! @camilafoletto